AD

A falta de alinhamento em um projeto de SEO, principalmente no que tange às metas e indicadores que devem ser acompanhados é uma realidade em muitas equipes. Por isso, uma etapa bastante importante é a definição entre os stakeholders de como deve ser medido o resultado do projeto e outras métricas.

Metas/KPIs

São os indicadores que respondem pelo objetivo de um site, no caso de um e-commerce, a receita captada é o mais indicado a se medir. Já em blogs, por exemplo, novos usuários, sessões e tempo na página podem ser os indicadores mais importantes. Em outros sites os leads e inscritos em formulários fazem este papel. O fato é que independente dos demais pontos que podem ser medidos, o que realmente conta é se estamos ou não atingindo os objetivos do site e como estamos acompanhando esses números.

Indicadores

Dentre os indicadores de SEO, devemos acompanhar métricas qualitativas e também quantitativas para alguns pontos:

Métricas de Visibilidade / Pré-Clique

  • Rankings;
  • Impressões;
  • Volume de Busca;
  • Visibilidade Orgânica (métrica comum em Ferramenta de Rankings).

Métricas Pós-clique e Comportamento

  • Cliques;
  • CTR;
  • Sessões Orgânicas;
  • Novos Usuários;
  • Tempo na Página;
  • Taxa de Rejeição;

Métricas de Conversão

  • Taxa de Conversão;
  • Transações;
  • Ticket Médio;
  • Receita;
  • Conversões;
  • Conversões Assistidas.

Métricas de Saúde e Reputação

  • Links Externos – por página e total do site;
  • Domínios que linkam para o site – por página e total do site;
  • Distribuição de Links (% para a home e demais páginas);
  • Page Authority / Domain Authority (Moz);
  • URL Rating / Domain Rating (aHrefs) – https://ahrefs.com/blog/seo-metrics/;
  • Trust Flow / Citation Flow (Majestic SEO);
  • MozRank / Domain MozRank;
  • Erros de Rastreamento – erros de servidor, soft 404, não encontrado, não seguido e outros (Google Search Console);
  • Páginas rastreadas (Google Search Console);
  • Sitemaps (páginas enviadas e indexadas);
  • Páginas Indexadas;
  • Tempo de Carregamento (tempo e/ou PageSpeed Score).

Todas essas métricas devem ser comparadas com os demais canais de aquisição de tráfego do site (quando aplicável, pois no caso das métricas de reputação esta comparação não faz sentido), para entender se uma alteração nos indicadores estão relacionados somente às sessões orgânicas ou ao site todo.

Nunca analise indicadores de forma independente. Por exemplo, um aumento nas sessões do site que não geram novas conversões diretas ou assistidas não devem ser comemoradas. Um aumento nas impressões, que não gera cliques, visitas e/ou conversões muito menos. Assim como casos onde as pessoas estão preocupadas em adquirir novos links sem analisar a correlação entre este item e os rankings que pode gerar.

Vale dizer que para grande parte dos indicadores de saúde, reputação e visibilidade, é extremamente importante acompanharmos também o desempenho dos nossos competidores.

Lembre-se, um indicador sozinho não diz muita coisa e um número sozinho também não. Sempre lembro de um professor que dizia que estatística é uma coisa maravilhosa pois quando você pega um número e o “tortura”, consegue tirar dele a história que quiser, fazendo com que um indicador negativo se torne algo positivo, por isso tome cuidado com a história que deseja quer contar.

Nunca trate o indicador de uma forma tendenciosa, querendo torná-lo sempre algo positivo. O principal objetivo dele é mostrar se estamos conseguindo ou não seguir o caminho traçado no plano de projeto.

Tenha sempre muita atenção com indicadores que você não pode controlar, como por exemplo share de sessões orgânicas. Colocar este ponto como uma meta em um projeto depende também do investimento e esforço em outros canais, como mídia paga e também redes sociais, então fuja dessa cilada o máximo possível.

Todos gostamos de correlacionar o resultado de um determinado indicador a outro, por isso fique atento aos falsos positivos que aparecem nas análises diárias. Um exemplo disso é um estudo de SEO promovido pela SEMRush, hipotetizando sobre uma possível correlação entre a quantidade de visitas gerando impacto na autoridade do site. O estudo acabou deixando alguns profissionais do mercado irritados.

Como pode ver, já temos nesse artigo uma quantidade bastante grande de indicadores para serem acompanhados em um projeto de SEO, então automatize o máximo possível, abandone os indicadores que não fazem sentido para o seu negócio e não esconda números negativos, pois eles também fazem parte do dia a dia de um projeto.

Sentiu falta de algum indicador ou ficou com alguma dúvida sobre como esses itens podem ser analisados? Deixe um comentário (que aliás é um bom indicador de desempenho de conteúdo, mas isso já é assunto para outro post).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here